terça-feira, 6 de abril de 2021

A PERSPECTIVA QUÂNTICA DA NATUREZA DA REALIDADE


Será que eu posso utilizar a minha mente para criar a vida dos meus sonhos?  Seria essa uma habilidade que eu posso aprender? Segundo os cientistas quânticos que estudam a relação entre mente e matéria a resposta é sim, você pode. Para isso eu preciso te explicar como a visão da “natureza da realidade” evoluiu até o momento presente. Tenho certeza que essa informação vai te ajudar a abandonar ideias que foram programadas em você durante muitos anos, e te preparar para mudanças fundamentais desse novo jeito de pensar sobre a natureza do mundo. 

Há milhares de anos estamos tentando descobrir como o universo funciona. Durante o período da história que ficou conhecido como tempos modernos, a humanidade acreditava que a natureza do universo era ordenada, previsível e explicável. Entre os proponentes desse modelo mecânico do universo temos: o físico Francês René Descartes e o físico Inglês Isaac Newton.  

Descartes é pai da matemática moderna e um dos pensadores mais influentes da história humana. Na sua época ele sugeriu uma nova visão da natureza, que anulava o significado moral e religioso da época, pois ele acreditava que a ciência deveria ser prática e não especulativa.

Descartes (penso logo existo) não conseguia explicar o pensamento humano e unificar o seu entendimento do mundo físico com o da mente, então ele disse que a mente não estava sujeita as leis do mundo físico e objetivo, por isso não podia ser objeto da investigação científica. O estudo da matéria cabia à ciência e o da mente, como um instrumento de Deus, cabia à religião. Essa dualidade entre pensamento e matéria foi o entendimento aceito durante séculos sobre a natureza da realidade.

Isaac Newton ajudou a consolidar as convicções de Descartes do conceito de universo como máquina ao conceber um conjunto de leis estabelecendo que o homem poderia calcular e prever com precisão como o mundo físico operaria. O modelo newtoniano considerava todas as coisas como sólida e a energia, era explicada, como uma força para mover os objetos ou mudar o estado físico da matéria. 

Ao estabelecer que a realidade opera sob princípios mecânicos, Newton ajudou a propagar uma visão de que a realidade já era predeterminada e a humanidade tinha pouca influência sobre os seus resultados.  Dessa forma, as pessoas da época não consideravam que as suas ações e pensamentos importavam e que o livre-arbítrio teria algum papel de destaque na sua vida. Essa crença predominou durante séculos e foi preciso um pensamento revolucionário para confrontá-la. Muitas pessoas ainda hoje expressam essa ideia quando se dizem vítimas do destino. 

Duzentos anos depois de Newton, Albert Einstein através dos seus estudos do comportamento enigmático da luz, demostrou que a energia e matéria estão tão profundamente correlacionadas que são a mesma coisa, a luz às vezes se comportava como onda e outras vezes como partícula, dependendo da mente do observador, entrando em choque com os modelos de Descartes e Newton, que afirmavam que tinham que ser uma coisa ou outra, não as duas ao mesmo tempo. A partir desses experimentos específicos nascia um novo campo da ciência, denominado de física quântica, levando a uma completa reinterpretação do mundo em que pensávamos viver. 

Os físicos quânticos descobriram que o comportamento da energia e matéria de um átomo é afetado diretamente pela pessoa que os observa. Os experimentos quânticos demonstraram que os elétrons existem simultaneamente em um leque infinito de possibilidades em um campo invisível de energia. Mas apenas quando um observador foca a atenção em alguma localização de algum elétron é que ele aparece, os físicos denominaram esse fenômeno como “colapso da função de onda” ou efeito do observador.

Depois dessa descoberta mente e matéria não podem ser mais considerados elementos separados, pois comprovou-se que a mente subjetiva produz mudanças mensuráveis no mundo físico, objetivo. De acordo com os cientistas atuais que exploram a relação entre matéria e pensamentos, nós somos parte de um vasto campo invisível de energia, também chamado de campo quântico ou campo eletromagnético, que contem todas as realidades possíveis e reage aos nossos pensamentos e sentimentos. Esse entendimento é compartilhado por muitos cientistas da atualidade, dentre eles Deepak Chopra, Amit Goswami e Fritjof Capra. 

Todas as coisas do mundo físico são compostas de partículas subatômicas como os elétrons, eles existem no estado de onda até serem observados e eles podem existir em um número infinito de possíveis locais simultaneamente. Assim todas as coisas em nossa realidade física existem como puro potencial, somos capazes de colapsar na nossa vida um número infinito de possíveis realidades. 

Toda a experiência que você gostaria de vivenciar na sua vida existe nesse campo como assinaturas eletromagnéticas. Há um número infinito de assinaturas eletromagnéticas com padrões de frequências de energia. Existe uma assinatura eletromagnética para a riqueza, pobreza, saúde, doença, alma gêmea, traição, 1 milhão de reais, crise... 

A sua assinatura eletromagnética é formada pela soma das palavras, sentimentos, pensamentos e imagens que guarda dentro de si e forma o seu estado de ser. Para você acessar um evento específico do campo quântico para a sua experiência de vida, a sua assinatura eletromagnética precisa corresponder à assinatura eletromagnética do evento que existe no campo quântico, assim seu corpo será atraído para essa experiência ou essa experiência virá ao seu encontro. 

Uma modelo útil para melhorar a nossa compreensão é enxergarmos os nossos pensamentos como geradores de carga elétrica e os nossos sentimentos como geradores de carga magnética. Os nossos pensamentos emitem um sinal elétrico para o campo e os nossos sentimentos atraem magneticamente o evento correspondente para a nossa experiência de vida.  

De acordo com o modelo quântico da realidade para mudarmos algum aspecto da nossa realidade precisamos mudar a nossa forma de pensar, sentir e agir, criando um novo estado mental que gera uma nova assinatura eletromagnética correspondente a realidade potencial que existe no campo quântico. Enquanto você continuar sendo a mesma pessoa a sua assinatura eletromagnética continua a mesma, se você quiser mudar de vida precisa mudar a sua energia, alterando as suas emoções. 

A metáfora que eu posso utilizar, para você tentar compreender esse fato é como se você estivesse na sua casa sentado no sofá e ao redor de você está passando 400 frequências de canais de TV, mas você não enxerga, só quando você liga o aparelho decodificador da sua TV a Cabo é que você começa a sintonizar a frequência de cada canal e assisti-los. Então, não é porque você não está vendo essas frequências, que são invisíveis, que ela não existe. 

Cada desejo que você tem dentro de si tem uma frequência de realização, primeiro você precisa sintonizar o seu desejo para assistir ele realizado na sua vida. Quando você não acessa esse desejo é porque está acontecendo alguma falha nessa frequência, algum chiado, como acontece quando tentamos sintonizar um canal de rádio e não conseguimos. 

Falando em termos de metáfora, se eu sintonizar o canal pobreza eu vou assistir a pobreza, se eu sintonizar o canal crise, eu vou assistir a crise, se eu sintonizar o canal de riqueza e saúde, eu vou assistir a riqueza e a saúde. Quem sintoniza todos esses canais é a sua assinatura vibracional, que é a soma das palavras, sentimentos, pensamentos e imagens que guardamos dentro de nós e que forma o nosso estado de ser. As flutuações do nosso estado de espírito altera a nossa assinatura vibracional. 

A lei quântica afirma que todos os potenciais existem simultaneamente. Nossos pensamentos e nossos sentimentos afetam todos os aspectos da vida, além do espaço e do tempo. Um pensamento intencional ele precisa de um energizador que é uma emoção elevada, pensamentos e sentimentos unificados em um estado de ser.  O campo quântico não responde aos nossos desejos (solicitações emocionais) e objetivos (nossos pensamentos). Só responde quando ambos estão alinhados ou são coerentes, transmitindo um mesmo sinal. 

O campo quântico não responde ao que queremos ele responde a quem somos. Então a minha dica é seja o seu sonho os seus desejos, viva como se o que você quer como experiência na sua vida já fosse real, assim você enviará um sinal coerente para o campo quântico. 

Fonte: Luciano Medeiros

Foto ilustrativa: Google Imagens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário