Áudio O Poder das Afirmações Positivas

quarta-feira, 21 de julho de 2010

ENTENDA A MENTALIZAÇÃO



A mentalização é o recurso através do qual estimulamos as defesas orgânicas para solucionar um problema que está nos afligindo. A mentalização funciona como uma espécie de prioridade solicitada por nossa mente ao organismo.

Entenda que a mentalização não vai solucionar ela própria o problema, ela vai simplesmente estimular as defesas orgânicas em determinado sentido. A condição fundamental é que o organismo esteja em condições de atender essa solicitação da nossa mente e para isso o relaxamento é importante, ainda que não seja essencial.

No caso do Mal de Parkinson, me concentro na parte do meu cérebro que sofreu degeneração, e estimulo sua recuperação.

O poder da mente todos nós possuímos, o que pode acontecer é o organismo estar sendo muito agredido, principalmente por uma postura psicológica negativista [...]


Um organismo nessas condições desfavoráveis não consegue dar a resposta desejada, ainda que façamos ioga ou relaxamento, escutemos música, utilizemos cores, façamos exercícios, ou utilizemos recursos místicos e exóticos.

A questão é essencialmente fisiológica e assim deve ser tratada.

A técnica utilizada para a mentalização é pouco relevante, pois um organismo apto a dar resposta a dará, independentemente das condições ambientais dessa solicitação.

Evidentemente a solicitação da mente é favorecida quando estamos em relaxamento, mas isso não é essencial e se pode obter resultados mesmo sem essa condição.

Confie no organismo, ele é algo maravilhoso que infelizmente é, muitas vezes, mal tratado.

Existe algum fundamento científico com relação à mentalização?

Certamente que sim.

Sugerimos, entre tantos outros, a leitura dos seguintes livros que influíram muito no meu posicionamento sobre o assunto:

"Sabedoria Incomum", de F.Capra, Ed. Cultrix, São Paulo.
"Mãos de Luz", de B.A. Brennan, Ed. Pensamento, São Paulo.
"A Cura Quântica", D.Chopra, Ed. Best Seller, São Paulo.
"O Tempo é uma Ilusão", C. Griscom, Ed. Zahar, Rio de Janeiro.
"Uma breve história do tempo - do big bang aos buracos negros", S.W. Hawking, Ed. Rocco, Rio de Janeiro.
"O Paradigma Holográfico e outros Paradoxos", K. Wilber et alii. , Ed. Cultrix, São Paulo.
"A Vida sem Limites", C.R. Mendes Ribeiro, Ed. AGE, Porto Alegre.
"L'Homme Superlumineux", P.R. Dutheil et B. Dutheil, Ed. Sand, Paris.
"Microcosme - La revolution quantique dans l'économie et la technologie", G. Gilder, Ed. InterÉditions, Paris.
"Le désordre - École du mouvement", G. Balandier, Ed. Fayard, Paris.
"La conscience et l'univers", D. Bohm et F.D. Peat, Ed. du Rocher, Paris.
"L'Univers miroir", J. Briggs et D. Peat, Ed. Robert Laffont, Paris.
"L'Esprit du temps", E. Morin, Ed. Grasset, Paris.
"La Machine à faire des dieux", S. Moscovici, Ed. Fayard, Paris.
"La Nature réinventée", W. Nachtingall, Ed. Plon, Paris.
"The Chaos Frontier", R. Stacey, Ed. Butterworth Heinemann, Oxford.
"Does God Play Dice", I. Sytewart, Ed. Penguin, Londo

Fonte: http://www.curapelamente.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário